Eleições 2020: como escolher um bom candidato relacionado à causa animal?

Confira algumas dicas para avaliar as propostas dos futuros vereadores e prefeitos

Publicado por https://www.worldanimalprotection.org.br

Durante as campanhas eleitorais, é muito comum nos depararmos com candidatos posando em fotos com animais, usando a “causa animal” como um meio de mostrar que se importa com esta pauta e conquistar eleitores.

Felizmente, muitos já fazem parte deste universo, como protetores ou profissionais e gestores que lidam com a questão animal no dia a dia… Mas, por outro lado, muitos não possuem nenhuma ligação com o tema e se utilizam desta pauta que é muito popular apenas para ganhar votos!

Portanto, alertamos para que você tome cuidado com estes candidatos oportunistas ou com políticos que estão se recandidatando com a bandeira da causa animal sem nunca terem feito nada efetivo por eles.

Olha só nossas dicas para votar nos candidatos certos:  

  1. Analise o histórico do candidato, independentemente de ser novato ou veterano na política. Se ele já tiver uma carreira na política, pesquise qual foi sua trajetória, quais projetos de lei (PLs) apresentou, se foram projetos factíveis e relevantes, quais foram aprovados e qual foi seu trabalho relacionado aos animais nos últimos mandatos.
  2. Pesquise se o candidato tem a ficha limpa. Mesmo sendo da causa animal, honestidade é fundamental. Procure saber se existem processos e inquéritos contra o candidato. Para isso, pesquise neste site.
  3. Experiência política é importante, mas não é tudo. O candidato deve ter experiência com a questão animal e não necessariamente experiência política. Pode ser alguém da área técnica, veterinário, biólogo, advogado etc. ou que tenha experiência profissional com áreas relacionadas à causa animal, como manejo de populações de cães e gatos, gestão de fauna silvestre, combate aos maus-tratos, tráfico de animais silvestres, bem-estar de animais de fazenda, direito animal, entre outros.
  4. Pense nas necessidades dos animais de sua cidade e da sua comunidade e analise qual candidato tem um discurso mais alinhado e coerente com essas necessidades. Qual parece conhecer melhor estes problemas?  Por exemplo, o candidato que promete construir um centro de resgate de animais silvestres onde não há problemas com animais silvestres e sim com excesso de cães nas ruas mostra desconhecer as reais necessidades do município.
  5. Analise as propostas. Candidatos que fazem promessas mirabolantes ou são muito visionários ou estão agindo de má fé, por isso as propostas devem ser as mais coerentes e factíveis, além de serem claras e ter um orçamento compatível com a realidade local.
  6. Avalie com calma o plano de governo de cada um dos candidatos. É preciso que o representante público tenha um plano coerente e relacionado aos problemas enfrentados pelos animais de sua cidade e que ele saiba o que vai fazer ao longo do seu mandato.  Candidatos que não planejam bem, não executam bem.
  7. Fuja de promessas individuais. O candidato que promete favores e vantagens pessoais é certamente alguém que usará o dinheiro público de forma imprópria se for eleito. 
  8. Conheça bem o partido do candidato. É preciso identificar a que grupo o candidato pertence ou se o partido está alinhado à causa animal e ambiental. Políticos tendem a fazer acordos para tomar as decisões e muitas vezes quem perde são os animais.
  9. Saiba diferenciar. Um bom protetor ou bom profissional da área animal não será necessariamente um bom político da causa animal. É preciso estar atento a esta percepção: ele deve ter vocação para administrar, para conversar com diversos setores da sociedade, para planejar, fiscalizar e propor mudanças e políticas públicas sustentáveis e efetivas. 

Para mudar a realidade dos animais em sua cidade, em seu estado e em seu país, é preciso votar com consciência! Os animais não têm voz e nós somos a voz deles. Somente através do voto consciente conseguiremos mudar a realidade e melhorar a vida deles. 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *