Seu cachorro está perdendo muitos pelos no inverno? Conheça as causas e saiba como tratar

Seu cachorro está perdendo muitos pelos no inverno? Conheça as causas e saiba como tratar

Publicado por Gauchazh

frio parece ter ido embora – pelo menos por alguns dias. Então, cobertores e tapetes foram para o sol, e aquela roupinha que seu cachorro usava há 10 dias finalmente será lavada. A surpresa fica por conta de falhas nos pelos e até mesmo a presença de fungos, pequenas feridinhas ou áreas sem pelagem em formato circular que aparecem na pele.

Falhas no pelo do cachorro, nesta época do ano, são bastante comuns. Há algumas raças que perdem pelos, literalmente, aos tufos durante o inverno e a primavera. Isso é normal e necessário para renovar a saúde da pele do seu mascote. Se o seu cachorro tem mistura de raças peludas, como Husky Siberiano, Akita, Collie, Chow-chow e até Golden Retriever, você pode estar pensando que o bichinho está sofrendo de alguma doença de pele – algo bem sério que justifique a varredura diária de pelos que parecem não ter mais fim pela casa toda.

Não custa lembrar: para ajudar a prevenir, uma boa saída é jamais deixar seu pet o dia inteiro vestido. Também é saudável tosar seu mascote nos meses que antecedem o inverno justamente para reduzir pelos embolados, fungos e acúmulo de detritos que podem afetar a saúde da pele do seu animal de estimação.

Pode ser algo mais sério?

É importante saber que existem algumas patologias que cursam com perda progressiva de pelos em cães, o que pode acontecer de forma difusa ou localizada. Fungos, bactérias, sarnas e eczemas costumam se localizar em determinada área do corpo do seu cão, podendo ser atrás das orelhas, no lombo ou entre as pernas. Alguns animais podem ter tido a visita de pulgas durante o inverno, parasita que talvez tenha feito um estrago por baixo daquele pelego todo. As pulgas ainda podem ser fonte de alergia para alguns cães e um dos sinais disso é a perda de pelo na base da cauda e na parte posterior das pernas traseiras – sinais que só agora você descobriu porque o animal ficou livre da roupinha.

Embora menos comuns, doenças hormonais também podem ser responsáveis pela perda de pelos nos cães, em especial nos flancos (nos lados do corpo) do cachorro, além de contribuir para o enfraquecimento dos fios, o que faz com que caiam mais facilmente. Nestes casos, apenas um veterinário pode dizer se o mascote que perde pelo é candidato a ser portador de desequilíbrios endócrinos e exames complementares podem ser necessários. No caso de falhas de pelos, não está excluído o uso de medicamentos e xampus medicinais, o que só pode ser avaliado pelo veterinário.

Falhas no pelo: o que fazer e como evitar?

– Vamos começar pelo mais fácil. Uma boa escovadela e até uma passada pela pet shop já vai ajudar a esclarecer se estamos diante de uma troca de pelo comum ou um possível efeito da roupinha que abafou a pele do seu mascote. 

– Verifique a possibilidade de baixar o pelo do seu cão – e não pense duas vezes em fazer isso se ele está com nós entre os fios. Se você se aventurar em fazer isso em casa, certifique-se de que a pelagem ficará bem seca – é possível usar o secador de cabelos para auxiliar na missão. 

– Por fim, use e abuse do recurso que deixa muita doença longe de qualquer bichinho: o sol. Sempre que puder, deixe seu mascote livre para buscar o contato com os raios solares diretamente no pelo: isso vai contribuir para a saúde da pele dele.

 Daisy Vivian é diplomada pela UFRGS em Medicina Veterinária e Jornalismo. É autora dos livros “Cães e Gatos Sabem Ajudar Seus Donos” e “Olhe-me nos Olhos e Saiba Quem Você É – histórias reais sobre pessoas e seus animais de estimação”. Escreve semanalmente em revistadonna.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *